Home TecnologiaVeículo Primeira moto voadora do mundo chega às lojas em 2023 por R$ 2 milhões

Primeira moto voadora do mundo chega às lojas em 2023 por R$ 2 milhões

Por AdrianoSantos
0 comentário 10 visualizações

Speeder decola e pousa verticalmente, usa quatro turbinas e pode chegar a 240 km/h.

A primeira moto voadora do mundo chega ao mercado em 2023. A Speeder, da fabricante Jetpack Aviation, decola e pousa verticalmente (VTOL) e pode atingir velocidades de até 240 km/h na versão EVS. Quem estiver interessado no produto pode ir preparando o orçamento: a máquina entra em comercialização por US$ 380 mil (mais de R$ 2 milhões, em conversão direta).

O veículo voador opera com turbinas à combustão e conta com sistema de estabilização que o equilibra no ar para evitar quedas, pode subir a altitude de 4.570 metros e rodar tanto com querosene de aviação como com diesel, opções que impactam tanto na performance como também na autonomia.

Speeder é a moto voadora da Jetpack Aviation de US$ 380 mil — Foto: Divulgação/Jetpack Aviation

Inicialmente desenvolvida como um produto para uso militar, a Speeder será oferecida no mercado em versões diferentes. A UVS tem peso equivalente ao de uma motocicleta comum de 125 cc, velocidade limitada a 100 km/h e tanque com capacidade de 19 litros. Segundo a marca, a Speeder UVS dispensa licença ou habilitação de pilotagem especial – ao menos no contexto norte-americano – e eventuais compradores vão receber treinamento para aprender a pilotá-la. Já o modelo EVS, que vem desbloqueado para acelerar a até 240 km/h, é tida como um veículo de classe mais experimental.

Em qualquer um dos casos, o veículo tem propulsão de quatro motores turbojato com ângulo variável para permitir o controle de direção e de altitude da moto. A aceleração se dá pela inclinação do corpo do condutor. Projetando o corpo para a frente, a Speeder acelera. Para frear, basta inclinar para trás.

Speeder pode chegar a 240 km/h e oferecer autonomia de até 20 minutos — Foto: Divulgação/Jetpack Aviation
Speeder pode chegar a 240 km/h e oferecer autonomia de até 20 minutos — Foto: Divulgação/Jetpack Aviation

Além de prometer um sistema de estabilização que controla a inclinação da Speeder em tempo real de forma a anular movimentos bruscos e prevenir quedas, a Jetpack Aviation também indica que há uma tecnologia de detecção de obstáculos para evitar colisões.

Embora acene com alta performance, além da possibilidade de decolar e pousar em quase qualquer lugar, a Speeder tem uma limitação: as quatro turbinas precisam de bastante combustível para funcionar e isso implica em autonomia que não passa de 20 minutos com tanque cheio. Pode ser até menos do que isso, a depender do peso do condutor, da densidade do ar e da altitude pretendida.

Deixe um comentário