Home Ouro BrancoExecutivo OURO BRANCO: Deputado cumpre promessa de campanha e prefeito recebe Trator prometido

OURO BRANCO: Deputado cumpre promessa de campanha e prefeito recebe Trator prometido

Por AdrianoSantos
0 comentário 429 visualizações

O deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB) prometeu a população de Ouro Branco um trator, a promessa foi feita durante um comício na campanha eleitoral de 2020

O trator prometido por Ezequiel veio através do Ministro do desenvolvimento Rogério Marinho, o ministro indicou compra de 90 tratores com recursos do orçamento secreto. Dos R$ 130 milhões que o gabinete do ministro direcionou — sem ser a pedido de parlamentares —, dois terços (R$ 88 milhões) teve como destino o Rio Grande do Norte.

Um vereador Ourobranquense chegou a aprovar na câmara um requerimento cobrando o trator ao deputado, o único vereador que foi contrário ao Requerimento 015/2021 na época, foi o autointitulado líder da oposição, Dr. Araújo. O parlamentar se absteve e viu seus companheiros de bancada votarem em favor da aprovação do Requerimento apresentado pelo vereador Celso Garofa.

Na manhã desta segunda-feira (27) o prefeito de Ouro Branco Samuel Souto (PL) participou do evento de entrega de maquinas, equipamentos e lançamento da Rota de fruticultura, realizado em Mossoró, na oportunidade Samuel assinou todos os documentos necessários para liberação do Trator e equipamentos, que em breve estarão a disposição da população Ourobranquense. O evento contou com a presença de vários políticos e pré-candidatos para eleições de 2022, também estiveram presentes no eventos alguns prefeitos e vereadores que tiveram seus municípios contemplados com um Trator.

O Governo Federal suspendeu os contratos com verba do orçamento secreto, por orientação da Controladoria-Geral da União (CGU), o Ministério do Desenvolvimento Regional decidiu suspender ou renegociar contratos que somam 3 bilhões de reais que seriam destinados à compra de máquinas agrícolas a pedido de deputados e senadores por meio do esquema do orçamento secreto. Ao analisar uma amostra de 188 convênios, celebrados com verbas de emenda do relator-geral, a CGU constatou que 61% (115) deles apresentavam risco de sobrepreço “alto ou extremo”.

Após o alerta, o Desenvolvimento Regional renegociou com empresas, que aceitaram a redução de 113 milhões no valor final. Outros cinco lotes foram cancelados porque fornecedoras não aceitaram baixar o preço, que levariam a um sobrepreço de 16 milhões.

Related Articles

Deixe um comentário