O vírus não se espalha facilmente entre as pessoas e o risco para a população é baixo

Mais uma doença infecciosa e misteriosa surge no planeta, a Varíola do Macaco. Nessa segunda-feira (16), a Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido (UKHSA) confirmou mais quatro casos de varíola dos macacos. Com isso, chegou a 7 o número de pessoas infectadas pela doença no país. Com informações do Catraca Livre.

A varíola dos macacos é uma infecção viral geralmente associada a viagens para a África. Costuma ser uma doença leve e autolimitada, transmitida por contato muito próximo com alguém com varíola e a maioria das pessoas se recupera em poucas semanas. Segundo a agência de saúde britânica, a chance de contágio para a população em geral permanece muito baixo.

O vírus não se espalha facilmente entre as pessoas e o risco para a população é baixo. No entanto, os casos mais recentes são em comunidades LGBTQIA+, por isso a entidade aconselha esses grupos a ficarem alertas a quaisquer erupções ou lesões incomuns em qualquer parte do corpo, especialmente na genitália.

A doença, então, passa por diferentes fases que podem ser dividas em períodos:

Fase 1: o período de invasão (dura entre 0-5 dias)

Nessa primeira fase, a pessoa infectada costuma apresentar febre, dor de cabeça intensa, linfadenopatia (inchaço dos gânglios linfáticos), dor nas costas, mialgia (dores musculares) e uma intensa falta de energia.

A linfadenopatia é uma característica distintiva da varíola dos macacos em comparação com outras doenças que inicialmente podem parecer semelhantes (varicela, sarampo, varíola).

Fase 2: a erupção cutânea geralmente começa dentro de 1-3 dias após o aparecimento da febre.

A erupção tende a ser mais concentrada na face e extremidades do que no tronco. De acordo com a OMS, as bolhas afetam a face em 95% dos casos e as palmas das mãos e plantas dos pés em 75% dos casos.

Também são afetadas as mucosas orais (em 70% dos casos), genitália (30%) e conjuntiva (20%), bem como a córnea.

A erupção evolui e passa por diferentes estágios. Inicialmente, aparecem lesões planos, que ficam levemente elevadas, depois se enchem de líquido amarelado, antes de formarem uma crosta, que depois caírem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui