Vacinas contra hepatite A e outras doenças são encontradas descartadas no interior do RN

Sargento da PM é perseguido por bandidos e baleado na Zona Oeste de Natal
13 de julho de 2021
Sindicato decide ir à Justiça contra retorno das aulas presenciais no RN
13 de julho de 2021

Vacinas contra hepatite A e outras doenças são encontradas descartadas no interior do RN

Caixas com frascos de vacinas são encontradas às margens da BR 406, em Taipu — Foto: Reprodução

Ouça a matéria aqui!

Alguns frascos estavam abertos, mas a maioria estava lacrada, com validade até janeiro de 2022. Material foi encontrado às margens da BR-406, no município de Taipu.

Frascos de vacinas contra hepatite A, meningite, raiva humana, varíola e outras doenças foram encontrados nesta segunda-feira (12) descartados em uma fazenda às margens da BR-406, no município de Taipu, no interior do Rio Grande do Norte.

O material foi encontrado por moradores da região, que acionaram a polícia.

Alguns dos frascos estavam abertos, mas a maioria estava lacrado e ainda não tinha sido utilizado. Algumas vacinas encontradas têm prazo de validade até novembro desse ano. Outras vencem apenas em janeiro de 2022.

O prefeito de Taipu, Ariosvaldo Bandeira Junior, negou que as vacinas sejam do município. Ele disse, ainda, que vai ajudar a polícia nas investigações.

O secretário de Saúde de Poço Branco, cidade vizinha à Taipu, Wendell Costa, também negou que as vacinas tenham sido descartadas por equipes do município. Ele disse que irá fazer um levantamento, junto à regional de saúde, sobre o número dos lotes dos imunizantes, o que pode ajudar a identificá-los.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informou que as equipes de vigilância em saúde ambiental vão visitar, nesta terça-feira (13), a regional de saúde, na cidade de João Câmara, para apurar informações sobre o caso. O número dos lotes estão sendo utilizados para identificar de qual município eram as vacinas.

O material foi recolhido e levado para a sede da Delegacia de Taipu, onde será contabilizado e catalogado. Um boletim de ocorrência será aberto para investigar o motivo do descarte.

Visualizações: 24

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *