RN: Covid-19 separa idosa de 103 anos do marido pela primeira vez em 60 anos de casados

Desembargador Claudio Santos nega liminar que pedia suspensão de audiência de instrução de Henrique Eduardo Alves
22 de junho de 2021
“Canalha do governo”: Natália Bonavides detona Fabio Faria após ministro minimizar mortes por Covid-19
22 de junho de 2021

RN: Covid-19 separa idosa de 103 anos do marido pela primeira vez em 60 anos de casados

Ouça a matéria aqui!

A equipe do Hospital João Machado guarda a recordação de uma história com final feliz. O casal Manoel Joaquim de Araújo, 86 anos, e Izabel Alves de Lima, de 103 anos, viveu a primeira experiência de separação quando adoeceram da covid 19 e precisaram ficar internados.

“Em mais de 60 anos de casados, eles nunca tinham se separado, nem por um dia”, contou a filha Maria José. O senhor Manoel permaneceu no hospital por 11 dias, e chegou a ficar na Unidade de Terapia Intensiva. Dona Isabel teve sintomas mais leves e ficou na enfermaria por uma semana.

Dona Izabel lembra emocionada dos dias em que aguardou a visita do marido. “Eu tinha muita dor dentro de mim, perguntava a Deus se ela estava vivo e toda hora pensava nele”. Comovidas com a relação de cumplicidade do casal, as enfermeiras prometeram levar um até o outro, para que soubessem que estavam bem. Seu Manoel relembra o momento do encontro. “Foi a maior alegria que tive na minha vida”.

A coordenadora de enfermagem do hospital, Raiane Lima, lembra que ao tomarem conhecimento da situação do casal, logo ficaram sensibilizadas. “Seu Manoel estava internado na semi-intensiva e Dona Izabel internada na enfermaria. A equipe ficou ciente que eram casados e ficou sensibilizada com a história. Assim que seu Manoel recebeu alta da semi-intensiva, promoveram o encontro emocionante, ela de imediato perguntou se ele estava bem e ele disse que sim”. No dia seguinte ao reencontro, os dois receberam alta médica.

Após receberem alta médica, na última quinta-feira, 17, os dois estão em casa, no município de Pedro Velho, aos cuidados da família. “Acho que a recuperação deles vai ser bem melhor estando juntos, pois não vão ficar preocupados um com o outro”, disse a filha.

Visualizações: 237

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *