Home SaúdeCirurgias RN: Após acordo, anestesistas voltam a atender

RN: Após acordo, anestesistas voltam a atender

Por AdrianoSantos
0 comentário 6 visualizações

Os anestesiologistas cooperados da Coopanest voltaram a atender pacientes do SUS em Natal. Na noite da quinta-feira (7), o grupo firmou acordo junto ao Poder Público para a retomada das cirurgias, que já voltaram a ocorrer nos hospitais públicos ou que tenham contrato em vigor com o SUS.

A confirmação da retomada foi do diretor técnico da Coopanest, Madson Vidal. De acordo com ele, a cooperativa teve uma reunião na noite da quinta com representantes do Ministério Público, Defensoria Pública, do Walfredo Gurgel, além dos secretários de Saúde de Natal e do Estado, George Antunes e Cipriano Maia, respectivamente, e acordaram a retomada.

De acordo com Madson Vidal, a retomada vai ocorrer mediante compromisso do Poder Público de cumprir acordo para o pagamento parcelado referente a 10 meses de atraso nos serviços da cooperativa. Na reunião, ficou definido que o Ministério Público vai acompanhar a situação e, caso o pagamento volte a atrasar, os médicos da cooperativa estarão desobrigados de atender.

Hospitais

De acordo com o Governo do Estado, houve reunião da Sesap e Secretaria Municipal de Saúde de Natal para regularizar o fluxo de pacientes do Hospital Walfredo Gurgel que aguardam por cirurgias ortopédicas. Além dos gestores, o Ministério Público Estadual também participou do encontro para buscar a regularização e a renovação dos contratos das cirurgias ortopédicas no hospital Memorial e na Clínica Paulo Gurgel, ambos de responsabilidade do município. 

“Nessa reunião chegou-se a um acordo com os prestadores e a SMS Natal e foi estabelecido que o município de Natal levará seus usuários para um dos seus hospitais para que esperem pela cirurgia de forma mais confortável. É importante destacar que a central de regulação garantirá a cirurgia desses pacientes o mais breve possível, visto que o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel não paralisou as cirurgias e o estado conta com apoio do Hospital Deoclecio Marques, em Parnamirim para o fluxo regulatório”, disse o Governo do Estado, em nota.

Segundo a Sesap, a demanda e a espera de pacientes por cirurgias ortopédicas, no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, aumentou consideravelmente devido à não renovação dos contratos do Município de Natal com os hospitais privados citados, visto que cada unidade realizava oito cirurgias diárias. “Ou seja, são 16 cirurgias que deixaram de ser executadas ao dia, ocasionando um aumento na fila de pacientes por cirurgias”, disse a Sesap.

Related Articles

Deixe um comentário