Home SaúdeVacinas RN: 40% das crianças com até 1 ano não tomaram vacina BCG em 2021

RN: 40% das crianças com até 1 ano não tomaram vacina BCG em 2021

Por AdrianoSantos
0 comentário 4 visualizações

Estado não cumpriu meta de vacinação de nenhum dos nove imunizantes voltados para o público infantil, de janeiro a agosto.

O Rio Grande do Norte não conseguiu cumprir as metas de cobertura de nenhuma das vacinas voltadas às crianças com até 1 ano de idade, entre janeiro e agosto de 2021. Os dados são da Secretaria Estadual de Saúde.

A BCG, que previne a tuberculose, não foi aplicada em 40% das crianças com até 1 ano de idade. Ela faz parte da lista de nove imunizantes que protegem os pequenos de diferentes doenças e fazem parte do calendário vacinal infantil. É o caso também da vacina do rotavírus, da pentavalente, da tríplice viral, hepatites A e B, poliomielite, entre outras.

Na maioria das campanhas, a meta de cobertura é de 95%, porém, nenhuma delas chegou sequer a 70% até agosto deste ano.

Dos 167 municípios potiguares, apenas 15 conseguiram alcançar as metas de cobertura em pelo menos três vacinas. No mesmo período, em 2020, pelo menos 42 cidades tinham conseguido alcançar essa cobertura. Ainda assim, os percentuais do estado são melhores que os apresentados em agosto de 2020, quando praticamente metade das crianças nascidas vivas não tinham tomado as vacinas.

Para a bióloga Iraci Nestor, técnica do programa de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde, um dos motivos para a baixa vacinação pode ser a pandemia da Covid-19, mas esse não seria o único problema.

Tanto que o estado já não vinha alcançando as metas de vacinação pelo menos desde 2015. Naquele ano, apenas a BCG alcançou a meta. Em 2016, 2017 e 2019, nenhuma das vacinas chegou à cobertura prevista pelo Ministério da Saúde.

“A pandemia afastou as pessoas das unidades básicas de saúde, mas também temos uma falsa sensação de segurança. Como as pessoas não vêem a ocorrência de algumas dessas doenças, acham que não precisam vacinar as crianças. Mas justamente a falta de vacina pode fazer essas doenças ressurgirem”, afirma Iraci.

A técnica ainda ressalta que alguns municípios têm reclamado do cadastro online, no sistema do Ministério da Saúde, que também estaria dificultando o cadastro da vacinação. Mas ela considera que o principal desafio é sensibilizar a população.

Em outubro, o estado vai integrar a Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente 2021. De acordo com ela, um dos objetivos será incentivar a população a voltar às unidades de saúde.

Calendário e doenças prevenidas por cada vacina

Ao nascer

  • BCG – (previne as formas graves de tuberculose, principalmente miliar e meníngea)
  • Hepatite B–(previne a hepatite B)

2 meses

  • Penta (previne difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e infecções causadas pelo Haemophilus influenzae B) – 1ª dose
  • Vacina Poliomielite 1, 2 e 3 (inativada) – (VIP) (previne a poliomielite) – 1ª dose
  • Pneumocócica 10 Valente (conjugada) (previne a pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo) – 1ª dose
  • Rotavírus humano (previne diarreia por rotavírus) – 1ª dose

3 meses

  • Meningocócica C (conjugada) – (previne Doença invasiva causada pela Neisseria meningitidis do sorogrupo C) – 1ª dose

4 meses

  • Penta (previne difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e infecções causadas pelo Haemophilus influenzae B) – 2ª dose
  • Vacina Poliomielite 1, 2 e 3 (inativada) – (VIP) (previne a poliomielite) – 2ª dose
  • Pneumocócica 10 Valente (conjugada) (previne pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo) – 2ª dose
  • Rotavírus humano (previne diarreia por rotavírus) – 2ª dose

5 meses

  • Meningocócica C (conjugada) (previne doença invasiva causada pela Neisseria meningitidis do sorogrupo C) – 2ª dose
  • Penta (previne difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e infecções causadas pelo Haemophilus influenzae B) – 3ª dose
  • Vacina Poliomielite 1, 2 e 3 (inativada) – (VIP) – (previne poliomielite) – 3ª dose

12 meses

  • Tríplice viral (previne sarampo, caxumba e rubéola) – 1ª dose
  • Pneumocócica 10 Valente (conjugada) – (previne pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo) – Reforço
  • Meningocócica C (conjugada) (previne doença invasiva causada pela Neisseria meningitidis do sorogrupo C) – Reforço

15 meses

  • DTP (previne a difteria, tétano e coqueluche) – 1º reforço
  • Vacina Poliomielite 1 e 3 (atenuada) (VOP) – (previne poliomielite) – 1º reforço
  • Hepatite A – uma dose
  • Tetra viral – (previne sarampo, rubéola, caxumba e varicela/catapora) – Uma dose

Related Articles

Deixe um comentário