Queiroga fará estudo para definir quando se poderá dispensar o uso de máscaras

Com mais 2.504 mortes, Brasil ultrapassa 482 mil óbitos por Covid-19
junho 10, 2021
Diageo, dona da Smirnoff, é terceira empresa a retirar suas marcas da Copa América no Brasil
junho 11, 2021

Queiroga fará estudo para definir quando se poderá dispensar o uso de máscaras

Ouça a matéria aqui!

Jair Bolsonaro lançou no início da noite numa cerimônia no Palácio do Planalto um factóide: disse que havia conversado com Marcelo Queiroga para que o ministro fizesse um “parecer visando a desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que estejam vacinados ou que já foram contaminados. Para tirar esse símbolo, que obviamente tem a sua utilidade para quem está infectado”.

A medida seria obviamente insana. Bolsonaro quis fazer barulho — e, bem ao seu estilo, um barulho de mau gosto.

Oficialmente, o Ministério da Saúde informa outra coisa: o ministro da Saúde fará, a pedido de Bolsonaro, um estudo para que se defina a partir de qual percentual da população brasileira já vacinada com a segunda dose as máscaras poderiam não ser mais um item de uso obrigatório.

Na segunda quinzena de maio, o estado de Nova York dispensou o uso de máscaras. Naquele momento, a maioria dos habitantes locais estava vacinada: 62% dos adultos tomaram pelo menos uma dose da vacina e 52% tomaram as duas doses. No Brasil  apenas 11% foram vacinados com duas doses.

Visualizações: 46

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *