Projeto de Bolsonaro isenta pedágio para motos; carros e caminhões pagam a conta

Em reunião com presidente do TJRN, deputado Ubaldo solicita mais acesso da ZN ao Judiciário
maio 25, 2021
Roubo de veículos tem redução nas maiores cidades da Grande Natal
maio 25, 2021

Projeto de Bolsonaro isenta pedágio para motos; carros e caminhões pagam a conta

Ouça a matéria aqui!

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vai sancionar a isenção do pedágio para motociclistas nas próximas concessões de estradas e rodovias , sem efeito para as que já foram privatizadas. A contrapartida da benesse será o aumento das tarifas cobradas a motoristas de carros e caminhões , como apurado pelo jornal O Estado de S. Paulo.

O pedágio é responsável por bancar a manutenção das vias, suas expansões e melhorias. Se um grupo deixa de pagá-lo, os demais cobrem o déficit. O governo não sente o impacto.

A medida acontece na esteira da aproximação do presidente com os motoqueiros, com quem tem promovido eventos em grandes capitais para angariar apoio popular.

A mudança já deve valer para a nova concessão da via Dutra entre São Paulo ao Rio de Janeiro, para a BR-381/262, que liga Minas Gerais e Espírito Santo, e a BR-116/493, que vai do Rio a Minas Gerais. O projeto de concessões de rodovias no Paraná também deverá ser incluído.

Mudança de planos

A iniciativa deve gerar impacto de até 1% nas demais tarifas. Em nota, o ministério da Infraestrutura confirma:

“Já é estuda a retirada da cobrança de pedágio aos motociclistas para as novas concessões de rodovias federais e trabalha para viabilizar essa mudança nos projetos que estão em andamento. A gratuidade não deve gerar grande impacto nas tarifas, segundos os estudos”.

A gratuidade aos motociclistas vai provocar um impacto médio de 0,5% nas tarifas pagas pelos demais usuários na via Dutra. Carros e caminhões que passarem pelas estradas paranaenses pagarão entre 0,31% e 0,60% a mais.

Visualizações: 103

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *