Preço médio da gasolina já é o maior da história; Eduardo Bolsonaro tinha a solução

Preso, Daniel Silveira gasta R$ 19,7 mil da Câmara em gasolina e pedágio
30 de agosto de 2021
Estudo diz que vacinados com Coronavac têm 74% menos chance de morte
30 de agosto de 2021

Preço médio da gasolina já é o maior da história; Eduardo Bolsonaro tinha a solução

Ouça a matéria aqui!

O preço médio na gasolina no Brasil bateu recorde esta semana e já o maior registrado na história: R$ 6,45. Há postos de três estados cobrando mais de R$ 7 no litro do combustível. Os dados são da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O aumento, só de janeiro a julho deste ano, foi de 27,51%, muito acima da inflação, que ficou em 4,76% no mesmo período.

Ao atrelar o valor do barril de petróleo ao dólar, medida tomada pela Petrobras em 2016, durante o governo de Michel Temer, deixando o produto sujeito às cotações do mercado internacional, uma tempestade perfeita se formou a partir da chegada da pandemia e do desastre das políticas econômicas da gestão Bolsonaro.

Com a disparada do dólar, a escassez do petróleo no mercado por conta da redução na produção, já que não havia demanda, e a consequente perda no poder de compra dos brasileiros, que empobreceram, comprar gasolina tornou-se muito caro por aqui.

A internet, que não perdoa, não deixou barato e recuperou um vídeo do deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, de 2016, no qual o parlamentar, num posto nos EUA, junto com uma mulher identificada como Karol Eller, protesta contra os preços “altos” da gasolina durante o governo Dilma, quando o combustível custava em torno de R$ 2,50. Veja:

Visualizações: 148

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *