Prazo para contestar auxílio emergencial negado acaba em 6 de maio

CPI da Covid convoca Queiroga, ex-ministros da Saúde de Bolsonaro e chefe da Anvisa
abril 29, 2021
Bolsonaro tenta se aproximar do TCU após pente-fino na Saúde e impasse no Orçamento
abril 29, 2021

Prazo para contestar auxílio emergencial negado acaba em 6 de maio

Ouça a matéria aqui!

O prazo para contestar a negativa do auxílio emergencial 2021 se encerra às 23h59 da próxima quinta-feira (6/5) para o público que recebeu, na segunda-feira (26/4), a resposta se vai ou não ganhar as novas parcelas do benefício.

O novo período de contestação vale, de acordo com o Ministério da Cidadania, para os requerimentos que ainda estavam “em processamento”. Logo, beneficiários que haviam recebido a negativa do auxílio emergencial antes dessa data não podem mais contestar.

“Se a não aprovação for por algum motivo de indeferimento definitivo, não será possível apresentar contestação, pois, nesses casos, a situação que motivou o indeferimento não vai se alterar”, explicou o Ministério da Cidadania.

Após novo processamento, mais 206.126 famílias foram aprovadas para receber a nova rodada de créditos do auxílio emergencial. Tratam-se de informais, desempregados ou inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) que não estão no Bolsa Família.

No total, o governo federal prevê o pagamento de quatro parcelas. O grupo vai receber a primeira cota do benefício seguindo o calendário do próximo pagamento (ciclo 2), com início em 16 de maio, para os nascidos em janeiro, e término no dia 16 de junho, com o crédito para os aniversariantes de dezembro. Veja os calendários

Já a terceira e quarta parcelas serão pagas normalmente, de acordo com os ciclos 3 e 4 do calendário do auxílio emergencial 2021.

Desse total de novos aprovados, 142.531 têm direito à cota de R$ 150 (pessoas que moram sozinhas), 39.719, a R$ 250 e 23.876 mulheres chefes de família que sustentam a casa sozinhas recebem R$ 350.

A Caixa Econômica vai depositar o dinheiro, inicialmente, na conta Poupança Social, permitindo apenas o uso digital — como pagamentos de contas e boletos. Em seguida, o banco vai liberar as opções de saque e transferência, novamente conforme o mês de nascimento.

Visualizações: 51

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *