Home Política2022 Pesquisa aponta caminhada de Fátima Bezerra rumo à reeleição em 2022

Pesquisa aponta caminhada de Fátima Bezerra rumo à reeleição em 2022

Por AdrianoSantos
0 comentário 4 visualizações

Governadora lidera mais uma pesquisa de intenção de votos e mantém favoritismo na corrida eleitoral do próximo ano

A governadora Fátima Bezerra (PT) caminha à reeleição com 33,8% das intenções de votos, na pesquisa estimulada. O resultado, contudo, não garante vitória em primeiro turno. Isso porque Carlos Eduardo ocupa a segunda colocação, com 21,1% da preferência. Styvenson, que não confirmou oficialmente ser pré-candidato ao Governo do Rio Grande do Norte, tem 12,2%. O deputado federal Benes Leocádio (PR) é a escolha de 3,3% dos entrevistados. Assim sendo, os três adversários da petista têm 36,6% dos votos totais, somados.

Ao todo, 17,1% informaram que votariam nulo, branco e/ou ninguém. Outros 12,5% não sabiam ou não responderam.

No cenário espontâneo, Fátima continua na liderança (20,2%), mas com redução na vantagem em relação ao segundo colocado, Carlos Eduardo (10,2%). Styvenson tem 6% e Benes, 1,6%. Álvaro Dias soma 0,6. O ministro Marinho é a escolha de apenas 0,1% dos entrevistados, assim como Garibaldi, Rosalba, Zenaide e o ex-governador Robsinson Faria (PSD), por exemplo. Outros cinco políticos tiveram desempenho similar.

Ao todo, 11,3% informaram que votariam nulo, branco e/ou ninguém. Outros 49,1% não sabiam ou não responderam.

2º turno

Caso a disputa pelo comando político administrativo do Rio Grande do Norte force segundo turno entre Fátima e Styvenson, a petista ganharia com 36,2% contra 22,4%. Ninguém, branco e nulo somam 34,2%, enquanto 7,2% não souberam ou responderam.

Se a governadora concorresse com Álvaro Dias, a vantagem seria ampliada, já que ela teria 35,5% dos votos contra 16,5% do tucano. Neste cenário, nota-se que a maioria do eleitorado (40,4%) optou por votar em ninguém, branco ou nulo. Os 7,7% restantes não sabiam ou não responderam.

A menor vantagem de Fátima contra o segundo colocado é no cenário 3, quando ela disputa o voto com Carlos Eduardo. A governadora tem 35,6% dos votos contra 23,5% do ex-prefeito de Natal. Ao todo, 33,8% votariam em ninguém, branco ou nulo. Já 7,1% não sabem ou não responderam.

Rejeição

A atual chefe do Executivo estadual também lidera a rejeição. Fátima não teria, de forma nenhuma, o voto de 31,6% dos entrevistados. Carlos Eduardo aparece com 10,3%, seguido por Styvenson (8,2%) e Benes (6,6%). Ao todo, 26,2% informaram que votariam nulo, branco e/ou ninguém. Outros 17% não sabiam ou não responderam.

A rejeição ao nome de Fátima é próxima do resultado de desaprovação do governo PT no estado potiguar. Conforme a pesquisa, 42,4% dos potiguares entrevistados desaprovam a gestão Fátima, enquanto 44,4% aprovam. Os outros 13,2% restantes não sabem ou não responderam.

A pesquisa

Para a realização da pesquisa em parceria com o Blog do BG, o Instituto Seta entrevistou 1.500 eleitores de todas as regiões do Rio Grande do Norte, entre os dias 25 e 27 de setembro. Os resultados foram calculados com intervalo de confiança de 95% e com margem de erro de 2,9% para mais ou para menos.

Related Articles

Deixe um comentário