Home Sem categoria Pacientes têm que aguardar em estrada do RN por falta de gasolina em ambulância

Pacientes têm que aguardar em estrada do RN por falta de gasolina em ambulância

Por AdrianoSantos
0 comentário 2 visualizações

Pacientes tiveram que esperar na estrada até que outro veículo viesse abastecer

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma ambulância do município de Caiçara do Norte, Litoral do Rio Grande do Norte, parada em uma estrada. Segundo populares, o caso aconteceu no último sábado (11) e o veículo teria ficado sem combustível, deixando pacientes, incluindo uma grávida, esperando até que outro carro chegasse ao local para abastecer.

Uma mulher chegou a encaminhar um vídeo do acontecimento para o Bom Dia RN e relatou o ocorrido. “Ambulância de Caiçara do Norte parada por falta de combustível! Parado na estrada, no último sábado. Os pacientes ficaram aguardando do lado de fora. Teve que outro carro ir até o local com um tambo para abastecer a ambulância”, escreveu a popular que não teve o nome divulgado.

De acordo com informações que chegaram ao Agora RN, esta não foi a primeira vez que aconteceu isso. Um carro do Programa Saúde da Família (PSF) também teria parado por falta de combustível anteriormente.

A Secretaria Municipal de Saúde Pública da Prefeitura de Caiçara do Norte foi contatada, mas não foi obtida nenhuma resposta até o momento de fechamento desta notícia.

Secretaria de Saúde do Município explica

Verônica Ribeiro, secretária de saúde de Caiçara do Norte, enviou nota ao Blog para explicar o acontecido. “As duas ambulâncias tinham saído em ocorrência para Natal na parte da manhã. A tarde, uma paciente deu entrada no posto de saúde precisando de atendimento. Como no município não tem hospital, só uma unidade mista, a paciente precisava de um atendimento que não tínhamos como oferecer em Caiçara do Norte. Sendo assim, a médica do plantão regulou a paciente para um hospital onde seria realizado o atendimento do paciente. No momento, foi feito contato com um dos motoristas de uma das ambulâncias, que informou que ele que já estava voltando para Caiçara. Então foi montada uma estratégia porque tínhamos um motorista que estava em posse de uma caminhonete. Foi feito o seguinte: fizemos uma ponte de encontro entre a caminhonete e a ambulância para assim colocar o paciente na ambulância, levando-o para o hospital onde foi regulado, tendo em vista que o combustível que tinha na ambulância não era suficiente para chegar ao determinado hospital, teve que ser abastecido no caminho”.

Related Articles

Deixe um comentário