Governo do Amazonas rebate Pazuello e nega ter recusado ajuda federal

Cães farejadores podem ser o futuro dos testes de covid-19
maio 21, 2021
Governo ignorou 10 e-mails da Pfizer em 1 mês, mostram documentos da CPI
maio 21, 2021

Governo do Amazonas rebate Pazuello e nega ter recusado ajuda federal

Ouça a matéria aqui!

O governo do Amazonas afirmou nessa 5ª feira (20.mai.2021) que nunca recusou “qualquer tipo de ajuda relacionada às ações de enfrentamento” à pandemia da covid-19.

“Além disso, o Governo do Amazonas sempre pediu a colaboração federal para auxiliar no combate à pandemia. Esse apoio foi ampliado com a instalação do Comitê de Resposta Rápida, formado por representantes do Governo do Estado, Governo Federal e Prefeitura de Manaus, para enfrentar a crise que se agravou no Amazonas no início de janeiro de 2021”, disse o governador Wilson Lima (PSC), por meio de sua assessoria de imprensa, ao jornal O Estado de São Paulo.

Nessa 5ª feira (20.mai), o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello disse à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado que o governo federal se reuniu para deliberar sobre uma possível intervenção na saúde do Amazonas durante o pico da pandemia no Estado.

Pazuello afirmou que não era sua decisão de intervir ou não, mas que o tema foi debatido em uma reunião de ministros com a presença de Jair Bolsonaro e de Wilson Lima. Nesse encontro, entretanto, decidiram não intervir no Amazonas.

“Essa decisão não era minha. Foi levado à reunião de ministros com o presidente. E o governador, presente, se explicou, apresentou suas observações. E foi decidido pela não intervenção. Foi dessa forma que aconteceu.”

CRISE DE OXIGÊNIO

O governo do Amazonas também declarou ao Estadão que informou o ex-ministro, por telefone, acerca da crise de oxigênio no dia 7 de janeiro. Na CPI, no entanto, Pazuello disse que só foi comunicado da situação em 10 de janeiro, em reunião presencial com as autoridades de Manaus.

A intervenção federal foi solicitada em 15 de janeiro pelo senador Eduardo Braga (MDB-AM). Na ocasião, o esgotamento do estoque de oxigênio medicinal levou o sistema de saúde da região a um colapso e dezenas de pacientes com a covid-19 morreram por falta do insumo.

Visualizações: 80

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *