General da ativa, Pazuello é criticado por participar de marcha pró-Bolsonaro

Jornalista da CNN Brasil é hostilizado em ato pró-Bolsonaro no Rio
maio 23, 2021
CPI vai pedir esclarecimentos sobre aglomeração de Bolsonaro no Rio
maio 23, 2021

General da ativa, Pazuello é criticado por participar de marcha pró-Bolsonaro

Ouça a matéria aqui!

A presença do ex-ministro da Saúde e general da ativa do Exército Eduardo Pazuello na manifestação com motociclistas pró-Bolsonaro no Rio de Janeiro foi respondida com críticas por políticos da oposição.

O presidente Jair Bolsonaro convocou um ato neste domingo (23.mai) na Barra da Tijuca, onde reuniu milhares de apoiadores em grande aglomeração. Em alguns momentos, Pazuello e Bolsonaro não utilizaram máscaras.

Pazuello, como militar da ativa, está proibido pelo Estatuto dos Militares e pelo Regulamento Disciplinar do Exército de participar de manifestações coletivas de caráter político.

O PSDB criticou a participação do ex-ministro em sua conta oficial. “Um General de Divisão do Exército Brasileiro participando de um evento de natureza política não condiz e não respeita a instituição da qual faz parte”, afirmou a sigla.

Um dos titulares da CPI da covid-19, o senador Humberto Costa (PT-PE), também criticou a presença do general.

O senador Rogério Carvalho (PT-SE) disse que Pazuello “ainda mente com um pedido de desculpa fajuto ao povo brasileiro” referindo-se ao pedido de desculpa feito pelo ex-ministro durante depoimento na CPI por não ter usado máscara em um shopping em Manaus.

A falta do uso de máscaras em uma aglomeração pelo ex-ministro da Saúde também foi apontada pela deputada Sâmia Bonfim (PSOL-SP)

Visualizações: 82

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *