Home Sem categoria Garibaldi empata com Carlos Eduardo na disputa pelo Senado com 19%; Fábio surge com 10,3%

Garibaldi empata com Carlos Eduardo na disputa pelo Senado com 19%; Fábio surge com 10,3%

Por AdrianoSantos
0 comentário 1 visualizações

Com apenas uma cadeira do Senado Federal à disposição do Rio Grande do Norte, parlamentares disputam desde já a única vaga de senador que estará disponível nas eleições de 2022. Na liderança dessa corrida, o ex-senador Garibaldi Alves (MDB).

De acordo com a pesquisa Instituto AgoraSei!, publicada nesta segunda-feira 6 pelo Blog do BG, o emedista tem 19,7% das intenções de votos – suficiente para o reconduzir ao posto que já assumiu três vezes. O cenário é da pesquisa estimulada – método em que o entrevistador apresenta uma lista com os nomes dos pré-candidatos.

A vantagem de Garibaldi, contudo, é definida nos décimos. O sobrinho dele, Carlos Eduardo Alves (PDT), aparece logo em seguida com 19% da preferência do eleitorado. Além deles, o ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD), também foi lembrado pelo eleitorado potiguar. 10,3% dos entrevistados escolheriam Faria para trabalhar ao lado de Styvenson Valetim (PODE) e Zenaide Maia (PROS) no Legislativo Federal.

O senador Jean Paul Prates (PT), que assumiu a cadeira após Fátima Bezerra (PT) deixar o Senado para ser governadora do RN, amarga a última colocação. Ele, que busca a reeleição, tem a preferência de 4,6% dos eleitorados. Indecisos somaram 17,8%. Brancos e nulos totalizaram 27,4%.

Sai Fábio, entra Marinho

Quando o nome de Fário Faria é substituído pelo do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho (Sem partido), a vantagem de Garibaldi é maior. O ex-governador desponta com 21,3% das intenções de votos. Carlos Eduardo também cresce (20,87%) e empata tecnicamente com o tio, já que a margem de erro é de 2,3% para mais ou para menos.

Neste cenário, Jean não ocupa a última posição sozinho. O petista empata com Marinho. Ambos foram a escolha de 4,8% dos entrevistados.

Espontânea

Garibaldi é nome mais lembrado também na pesquisa espontânea, que é aquela em que o eleitor fala o primeiro nome que lhe vem à cabeça. Com 2,6% dos votos, ele aparece empatado com Carlos Eduardo. Jean sobe no raking e ocupa a terceira posição com 1,8%, a frente de Fábio (1,4%).

Styvenson e Zenaide aparecerem com 0,8% e 0,7%, respectivamente. Eles, contudo, não podem concorrer ao Senado em 2022, pois o mandato de cada segue até 2026.

Haroldo Azevedo, empresário do segmento de construção civil e comunicação, aparece com 0,3%. O nome dele tem sido ventilado como possível candidato. Geraldo Melo e João Maia (PP) aparecem com apenas 0,1%. A escolha quase nula também aconteceu com Marinho, que teve 0,1% de preferência.

Os que não escolheriam nenhum somam 14,1%. Já os que não sabem somam 75,4%.

A pesquisa

Para a realização do estudo, o instituto AgoraSei! entrevistou 1800 eleitores de todas as regiões do estado entre os dias 28 e 31 de agosto. Os resultados foram calculados com intervalo de confiança de 95% e com margem de erro de de 2,3% para mais ou para menos.

Related Articles

Deixe um comentário