Home Ouro BrancoPolêmica Paróquia “esquece” instituições que sempre fizeram parte da tradicional Festa da Colheita em Ouro Branco-RN

Paróquia “esquece” instituições que sempre fizeram parte da tradicional Festa da Colheita em Ouro Branco-RN

Por AdrianoSantos
0 comentário 8 visualizações

Prefeitura, Câmara de Vereadores, Secretaria de Agricultura, Secretaria de Cultura, Secretaria de Educação, Secretaria de Assistência Social, Filarmônica Manoel Felipe Nery e Rádio Comunitária foram deixadas de fora.

A divulgação, nas redes sociais, da programação da 47ª Festa da Colheita, em Ouro Branco, está gerando indignação e controvérsia no município e região. O motivo da indignação dos Ourobranquenses é que pela primeira vez, desde 1975, instituições que sempre foram parte fundamental da festa não foram convidadas para a reunião de planejamento, e sequer foram lembradas pela organização da festa, que parte da Paróquia do Divino Espírito Santo, que tem a frente o padre Rivaldo Dantas.

Representantes da Prefeitura Municipal, que sempre foi parceira fundamental da festa, não foi convidada, nem sequer citada. O OBNews fez um levantamento junto a pessoas que já fizeram parte da organização de edições passadas da festa da colheita e constatou que todos os prefeitos, desde 1975, sempre tiveram assento na reunião de planejamento e na realização da festa. Os secretários de agricultura e de cultura, sobretudo a partir da década de 90, coordenavam grande parte da programação.

Mas esse ano, nenhum dos representantes do poder públicos foram convidados.

Esse ano, a assistência ao homem do campo por parte da gestão municipal foi mais uma vez grandiosa, mas parece que isso não foi relevante, na visão da paróquia, que coloca o Sindicato como protagonista da festa, mas não lembrou do poder público
Outra instituição “esquecida” foi a Filarmônica Manoel Felipe Nery.

Desde a fundação da “banda de música”, em 1978, que a filarmônica faz parte da festa, e também não foi sequer lembrada. Isso para não falar da rádio comunitária Manairama FM, também deixada de fora.

Não é a primeira polêmica que a Paróquia protagoniza, principalmente com ares de politicagem. Diversas pessoas vem sendo afastada das atividades da paróquia, curiosamente quando se alinham ao grupo político ligados à ex-prefeita Doutora Fátima. Agora, com o sucessor, o prefeito Samuel Souto.

É curioso e ao mesmo tempo motivo de preocupação por parte de pessoas que sempre atuaram e trabalharam para o bom andamento das atividades da paróquia. Somente quem não tem vivência das coisas que acontecem na comunidade permite ou concorda com algo desse tipo, pois a Festa da Colheita é patrimônio histórico da comunidade.

A paróquia ainda não se pronunciou sobre os motivos desse acontecimento que mudou completamente a dinâmica da Festa da Colheita de Ouro Branco. Algo que era preocupação constante de seu fundador, Padre Ernesto da Silva Espínola, e dos padres que o sucederam até então.

O OBNews deixa aqui o espaço aberto para que a paróquia se pronuncie sobre o caso.

Related Articles

Deixe um comentário