Home Notícia PolicialInvestigação Ex-pastores da Universal são investigados por desvio de dízimo no DF

Ex-pastores da Universal são investigados por desvio de dízimo no DF

Por AdrianoSantos
0 comentário 17 visualizações

Doze ex-pastores da Igreja Universal do Reino de Deus no DF (Distrito Federal) são alvos de investigação da Polícia Civil pela operação de um suposto esquema de desvio de dízimo de cerca de R$ 3 milhões. A informação foi divulgada pelo portal Metrópoles neste sábado (9.out.2021).

Segundo o site, a denúncia partiu da direção da Universal, que demitiu os 12 suspeitos. O caso está sendo investigado pelo Decor (Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado), da Polícia Civil. Em nota ao Poder360, a Polícia disse que há inquérito instaurado para apurar os fatos. “Não serão passadas informações, uma vez que as investigações estão em andamento e ainda são incipientes”, disse a corporação.

O jornal digital entrou em contato com a Universal, mas não houve retorno até a publicação desta reportagem.

O grupo de ex-pastores seria supostamente comandado por Nei Carlos dos Santos, liderança regional da igreja e responsável por vários templos no DF. Ele teria comprado carros e um apartamento de luxo na Asa Norte, em Brasília, com dinheiro incompatível com o salário que recebia da Universal.

Os investigados teriam aberto empresas de fachada em Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina para lavar o dinheiro desviado.

Há também uma possível ligação dos religiosos com o Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como “Faraó dos Bitcoins”, preso pela PF em agosto. É acusado de organizar esquemas de pirâmide financeira.

Ao Metrópoles, a Igreja Universal disse que não vai se manifestar sobre o caso.

Related Articles

Deixe um comentário