Dia de combate ao feminicídio é celebrado no RN com queda no número de casos

Chefe de facção criminosa em município do RN é preso na Paraíba
15 de julho de 2021
Prefeitura de Mossoró lança licitação para construção de ponte na Ilha de Santa Luzia
15 de julho de 2021

Dia de combate ao feminicídio é celebrado no RN com queda no número de casos

Ouça a matéria aqui!

O Rio Grande do Norte comemora hoje o dia de combate ao feminicídio. A data será marcada por queda de quase 50% de queda no número de casos, em comparação ao mesmo período do ano passado. Porém, segundo dados da Organização das nações Unidas-ONU, houve um aumento nos casos de violência doméstica no período da pandemia.

Segundo dados do fórum Brasileiro de segurança Pública uma em cada 4 mulheres acima de 16 anos, afirmou ter sofrido algum tipo de violência ou agressão nos últimos 12 meses, durante a pandemia da covid-19. No Rio Grande do Norte aumentou em torno 9% as denúncias em delegacias que atendem a esse tipo de violência.

A titular da promotoria de combate ao feminicídio do Ministério Público do estado, Erica Canuto, ressalta que, o aumento no número de denúncias, apesar de lento, contribui para a queda no número de casos.

“Desde o início da pandemia foi divulgado pela ONU, um aumento nos casos de violência doméstica em vários países. O isolamento social é um grande fator de risco pelo fato de as pessoas estarem em casa. Os dados que temos são de números aproximados. As vítimas, embora façam denúncia, ainda demoram um pouco a tomarem essa inciativa. No Rio grande do Norte em 2020 tivemos 21 feminicídios, agora em 2021 tivemos 12 até o momento, uma queda em torno de 31%, mas ainda é muito alto, precisamos zerar esse índice”

Sobre as medidas protetivas, a promotora disse que é um fator que funciona e salva muitas mulheres.

“As medidas protetivas ajudam muitas mulheres a se protegerem contra os agressores, é uma mensagem que precisamos passar, alertar as mulheres que sofrem violência, para procurem as medidas, procure os órgãos responsáveis, denunciem. O agressor dar vários sinais de que vai avançar nas agressões, antes disso é preciso que essas mulheres busquem ajuda através dos órgãos de proteção. Existem um número que no qual pode ser feito a denúncia, enviara foto, vídeos, mensagens de ameaça. Qualquer mulher pode ser vítima de um relacionamento abusivo. Nossa orientação é, não se calem. Se tiver fotos vídeos, encaminhe para alguém”

Para comemorar a data, o governo vai promover hoje através da Secretaria de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos do Rio Grande do Norte (Semjidh), um evento em formato híbrido (presencial e virtual) para destacar ações que visam combater o feminicídio no estado.

O evento vai contar com a presença da governadora Fátima Bezerra, da secretária da Semjidh, Julia Arruda e convidados, o evento vai destacar, entre outras ações, balanço das políticas para o enfrentamento do feminicídio no Rio Grande do Norte. A atividade será transmitida pelo canal do YouTube pelo endereço.

Visualizações: 57

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *