Comissão para investigar contratos da Prefeitura na Câmara de Natal poderá não sair do papel

Motorista é detido com 81 kg de cocaína transportada do Mato Grosso para Natal
20 de julho de 2021
Dois fugitivos da Penitenciária de Alcaçuz são recapturados em Natal
20 de julho de 2021

Comissão para investigar contratos da Prefeitura na Câmara de Natal poderá não sair do papel

Ouça a matéria aqui!

A Comissão Especial de Inquérito (CEI), que possivelmente seria instalada na Câmara Municipal de Natal, para investigar possíveis irregularidades em contratos da Prefeitura, está caminhando a passos lentos e encontra-se em um cenário difícil de ir adiante.

Com a necessidades de dez assinaturas para ser instalada, a possibilidade de abertura deu um grande passo para trás. O vereador de Natal Klaus Araújo (Solidariedade), em entrevista ao Blog na última quinta-feira 15, alegou falta de consistência nas denúncias que levaram os agentes da Policia Federal, Controladoria Geral da União, e Ministério Público Federal, a baterem na porta da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) no dia 1º de julho, em uma operação denominada como Rebotalho.

O partido Solidariedade, liderado pelo deputado Kelps Lima, que tenta emplacar uma CPI na Assembleia Legislativa para investigar o Governo do Estado, encontra certa resistência por parte dos deputados da base da governadora Fátima Bezerra (PT) – fato que vem ocorrendo por duas semanas. Esperava-se que os vereadores do partido tivessem o mesmo posicionamento que o do líder da sigla no RN, e apoiassem a Comissão na Câmara. O vereador Anderson Lopes, que também é do partido, já assinou o requerimento. Os vereadores de oposição contavam com a mesma postura do vereador Klaus, que não foi correspondida e colocou um balde de água fria na bancada que articula a abertura da Comissão.

A Câmara está em recesso parlamentar e só retorna às atividades em agosto. Dos 29 vereadores da Casa, apenas cinco estão na oposição ao prefeito Álvaro Dias (PSDB). Até aqui, o requerimento foi assinado por seis dos 29 parlamentares, mas precisa de 10 assinaturas.

Operação Rebotalho desencadeou a possibilidade de reabertura da Comissão

A Polícia Federal fez operação na manhã na Secretaria Municipal de Saúde de Natal. A Controladoria Geral da União (CGU) investiga a compra de ventiladores pulmonares para o Hospital de Campanha. O trabalho foi realizado em parceria com o Ministério Público Federal (MPF).

O objetivo é apurar irregularidades ocorridas na compra de ventiladores pulmonares para utilização no Hospital de Campanha de Natal. A investigação aponta para irregularidades ocorridas na aquisição de 20 ventiladores pulmonares pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal, no valor de R$ 2.160.000, que seriam utilizados no Hospital de Campanha da capital. Os levantamentos indicaram que os equipamentos comprados tinham origem e qualidade duvidosas e alguns já apresentaram defeitos por ocasião da entrega.

Também foi constatado pela Operação Rebotalho que a vida útil dos ventiladores pulmonares já se encontrava, quase na sua totalidade, expirada e que alguns equipamentos adquiridos haviam sido descartados por instituições/hospitais por serem obsoletos ou inservíveis.

Visualizações: 21

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *