Home Sem categoria Bolsonaro recua e Zé Trovão pede: “faz o que tem que ser feito, pelo amor de Deus”; veja vídeo

Bolsonaro recua e Zé Trovão pede: “faz o que tem que ser feito, pelo amor de Deus”; veja vídeo

Por AdrianoSantos
0 comentário 4 visualizações

O caminhoneiro bolsonarista Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, gravou vídeo, no fim da noite desta quarta-feira (8), logo após o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) enviar áudio à categoria pedindo o fim dos bloqueios nas estradas no Brasil.

No vídeo, o caminhoneiro, que está com pedido de prisão preventiva decretada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), faz apelo a Bolsonaro:

“Presidente, o povo precisa do senhor. O senhor está nos convocando desde o começo do ano. Presidente, pelo amor de Deus, estão atacando nosso povo aí em Brasília. O senhor é nossa única salvação. Faz o que tem que ser feito, pelo amor de Deus”, disse.

Em outra gravação, feita na madrugada desta quinta-feira, Zé Trovão questiona a autenticidade do áudio de Bolsonaro e pede uma confirmação do posicionamento do presidente. “Se o senhor quer realmente isso, peça diretamente para nós. Nós estamos aqui, sempre apoiamos o senhor. Veja bem tudo o que está acontecendo. A gente precisa resolver tudo isso. Precisamos de uma resposta do senhor. Se é para abrir, faça um vídeo, fale data e hora e nos peça, daí a gente vai atender o senhor”, ressaltou.

Tarcísio confirmou

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, divulgou vídeo em suas redes sociais, às 22h38 desta quarta-feira, em que confirma a autenticidade do áudio de Bolsonaro: “bom, esse áudio é real, é de hoje e mostra a preocupação do presidente com a paralização dos caminhoneiros”.

O ministro diz ainda que “essa paralização ia agravar efeitos na economia, de inflação, que ia impactar os mais pobres, os mais vulneráveis. Nós já temos hoje um efeito nos preços dos produtos em função da pandemia. A inflação hoje tem uma componente internacional e uma paralização vai trazer desabastecimento, vai acabar impactando os mais pobres e os mais vulneráveis e prejudicando a situação”.

“A gente não pode tentar resolver um problema criando outro. O presidente fala que a solução dos problemas vai se dar através do diálogo das autoridades. Vamos confiar nesta condução, n diálogo e vamos em frente”, encerrou o ministro.

Áudio de Bolsonaro

Bolsonaro enviou nesta quarta-feira (8), mensagem de áudio a representantes do movimento golpista que o apoia pedindo para que os caminhoneiros suspendam as paralisações de vias e estradas.

Defendendo pautas golpistas como a destituição de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), esses caminhoneiros, que na verdade seriam integrantes do agronegócio, prometem “parar” o Brasil até que sua demanda antidemocrática seja atendida.

Os bloqueios, que têm sido feitos com barricadas, queima de pneus, com os próprios veículos e, inclusive, com intimidações contra aqueles que não aderiram ao movimento golpista, foram registrados em mais de 10 estados.

“Fala para os caminhoneiros aí que [eles] são nossos aliados, mas esses bloqueios aí atrapalham a nossa economia. Isso provoca desabastecimento, inflação, prejudica todo mundo, em especial os mais pobres. Então, dá um toque nos caras aí, se for possível, para liberar, tá ok? Para a gente seguir a normalidade”, diz Bolsonaro no áudio.

“Deixa com a gente em Brasília aqui agora. Não é fácil negociar, conversar por aqui com outras autoridades, não é fácil. Mas a gente vai fazer a nossa parte aqui, vamos fazer a nossa parte aqui, tá ok?”, prossegue o presidente, um dia depois de afirmar que não respeitaria mais decisões do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), e incitar uma ruptura institucional.

Related Articles

Deixe um comentário