Bolsonaro nomeou mulher de Barros depois de reunião sobre caso Covaxin

Resultado de recursos para isenção de taxa do Enem já está disponível
26 de junho de 2021
Butantan recebe IFA para produzir 10 milhões de doses da CoronaVac
26 de junho de 2021

Bolsonaro nomeou mulher de Barros depois de reunião sobre caso Covaxin

Deputado Ricardo Barros (PP-PR) e sua esposa Cida Borghetti se reúnem com o presidente da República, Jair Bolsonaro - Foto

Ouça a matéria aqui!

Cida Borghetti se tornou conselheira de administração de Itaipu, com salário de 27 000 reais

Jair Bolsonaro (sem partido) nomeou a esposa do deputado Ricardo Barros (PP-PR)Cida Borghetti, para o conselho de administração de Itaipu, no dia 6 de maio desse ano. O ato ocorreu dois meses e meio depois de o deputado Luís Miranda (DEM-DF) e seu irmão, Luís Ricardo Miranda, servidor do Ministério da Saúde, terem se reunido com o presidente da República para relatar irregularidades no processo de importação da vacina indiana Covaxin. Em depoimento à CPI da Covid-19 no Senado, o deputado afirmou que, durante o encontro, Bolsonaro teria dito “Isso é coisa do Ricardo Barros”, ao tomar conhecimento do caso. Barros nega as acusações.

Dois dias antes da reunião com os irmãos Miranda, ocorrida em 20 de março desse ano, Barros também se reuniu com o presidente Bolsonaro e escreveu em uma rede social que  havia tido “uma boa conversa”. As informações foram reveladas pelo jornal O Globo.

Ricardo Barros é líder do governo na Câmara e foi responsável  por incluir a Covaxin na lei que permitiu a importação de vacinas, mesmo sem o imunizante ter aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. O deputado também é investigado por atos de improbidade administrativa, na época em que era ministro da Saúde, durante o governo de Michel Temer (MDB). À frente da pasta, ele autorizou um contrato com a empresa Global para a importação de medicamentos no valor de 20 milhões de reais. Os remédios, no entanto, nunca foram entregues. A Global pertence ao mesmo dono da Precisa, a empresa que intermediou a negociação para compra da Covaxin entre o Ministério da Saúde e o laboratório Bahrat Biontech.

Cida Borghetti foi vice-governadora do Paraná e chegou a assumir o estado depois que o ex-governador Beto Richa (PDSB) deixou o cargo para se candidatar a uma vaga no Senado. No conselho da empresa Bi-Nacional, ela passou a receber 27 000 reais por mês.

Visualizações: 310

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *