Vídeo: Secretário de Recursos Hídricos acusa ministros potiguares de mentir sobre bloqueio de recursos para a Barragem de Oiticicas

No RN 27 mil pessoas deixaram de tomar a segunda dose da vacina contra o covid-19
29 de junho de 2021
Homem suspeito de abusar sexualmente da própria filha é preso em Parnamirim
29 de junho de 2021

Vídeo: Secretário de Recursos Hídricos acusa ministros potiguares de mentir sobre bloqueio de recursos para a Barragem de Oiticicas

Secretário de Recursos Hídricos do RN, João Maria Cavalcanti - Foto

Ouça a matéria aqui!

João Maria Cavalcanti repudiou durante a entrevista concedida ao Panorama 95 nessa segunda-feira (28.jun.2021), as acusações feitas pelos ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Fábio Faria (Comunicações) durante a visita do presidente Bolsonaro as obras da Barragem de Oiticicas.

Os ministros vem fazendo acusações contra a govenadora Fátima Bezerra (PT) sempre que visitam o estado, na ocasião os dois acusaram a Governadora de ter desviado cerca de 20 milhões de reais do orçamento destinado à Barragem, para pagamento de dívidas do Governo com funcionários públicos.

Aí é um equívoco muito grande, eu até acredito que seja proposital da parte do ministro Rogério Marinho, ele tem cometido esse equívoco todas as vezes que vem ao RN, e agora está mandando o outro ministro Fábio Faria fazer a mesma coisa”.

De acordo com João Maria, tanto Rogério como o próprio Fábio Faria sabem que os recursos foram bloqueados pela Justiça, em uma ação de pagamento de dívidas deixadas pelo ex-governador Robinson Faria, pai do ministro Fábio, antes de Fátima assumir a Gestão.

Esses bloqueios foram frutos da ineficiência do Estado em pagar as contas do Governo dele e caiu no colo do convênio de Oiticicas. Os recursos foram bloqueados pela Justiça em ações judiciais do governo Robinson. O ministro sabe disso, eu já disse várias vezes, só que ele comete um equívoco proposital, ele sabe que a governadora do Estado não retirou recursos do convênio, até porque não pode. Os 20 milhões de reais não impacta na conclusão da obra. Nós precisamos que o Ministério libera 107 milhões que foi o novo plano de trabalho aprovado”, ponderou.

Na entrevista o secretário chegou a afirmar que o próprio Governo do RN chegou a se posicionar de forma contrária ao bloqueio dos recursos feito pela Justiça. “A Justiça cometeu um equívoco, ela não podia bloquear recursos de convênio. Foi preciso entrarmos no STF para que ele bloqueasse a ação da Justiça, mas isso demorou. Antes de entrarmos no STF encaminhamos oficio a toda Justiça do RN, mas os bloqueios continuaram, depois que o STF deu a liminar e sentenciou que era proibido bloquear os recursos, ai eles foram paralisados”. João Maria também explicou que a governadora já fez um plano de retorno desses recursos.

FONTE: BLOG MARCOS DANTAS

Visualizações: 65

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *