Parnamirim registra tumulto, aglomeração e filas de mais de 6 horas para vacinação contra Covid-19

Caminhão frigorífico tomba e interdita a RN-117, na Serra de Martins
abril 27, 2021
RN: Sindicato diz que professores da rede pública só voltam ao trabalho presencial após vacinação contra Covid-19
abril 27, 2021

Parnamirim registra tumulto, aglomeração e filas de mais de 6 horas para vacinação contra Covid-19

Fila foi registrada nem posto de vacinação em Parnamirim — Foto

Ouça a matéria aqui!

Idosos reclamam principalmente de desorganização e falta de informação dos postos de vacinação.

Os pontos de vacinação contra a Covid-19 em Parnamirim, na Região Metropolitana, registraram nesta terça-feira (27) aglomerações, tumultos e filas de espera de mais de 6 horas. Além do tempo de aguardo, os idosos reclamaram também da desorganização e da falta de informação nos locais.

Foi o caso da aposentada, Noemia Maria da Paz, de 69 anos. Ela chegou às 6h30 no ponto de vacinação e só conseguiu ser vacinada às 13h15, depois de mais de 6 horas de espera. Ela aguardava a segunda dose da CoronaVac.

Noemia chegou a ir no posto de vacinação e enfrentar a fila na segunda-feira (26), mas foi informada que teria que voltar nesta terça.

“Minha segunda dose estava marcada pra hoje (terça). Eu cheguei aqui tão cedo. Tem que ter uma organização. Tem que ter respeito com o ser humano”, desabafou a aposentada

Outro que também passou mais de 5 horas na fila foi o operador de turismo Emmanoel de Castro, de 68 anos, que já tinha tentado receber a segunda dose da CoronaVac em outras duas datas, que estavam marcadas no cartão de vacinação e foram orientadas pelos profissionais do município, mas não conseguiu. Na última tentativa, na semana passada, ele foi informado que teria que voltar nesta terça-feira (27).

Mas, ao chegar no posto de saúde onde recebeu a vacina inicial, foi informado que não havia mais doses para a segunda aplicação da CoronaVac. Os profissionais então indicaram que ele fosse ao Nordestão, outro ponto de vacinação no município.

“Eu cheguei umas 7h30 e vi umas 400 pessoas na fila, ninguém sabia nada. Era 8h e a gente não conseguia informação com ninguém, mas eu continuei na fila. Quando deu 10h30, soltaram algumas fichas”, disse.

Emmanoel conseguiu tomar a segunda dose do imunizante já depois das 12h, exatamente 28 dias após a primeira dose. Ele conta que esperar na fila, para ele, não foi o principal problema. Mas, sim, a desorganização.

“O problema é que a gente sente uma falta de vontade e uma falta de gestão de tudo. Ninguém sabe de nada. A dificuldade, a gente sabe que existe. A gente está falando é que não tem gestão, não tem uma logística, não tem nada. Estamos numa fila do tamanho do mundo às 7h e ninguém tem informação de nada”, falou.

Essa não é a primeira vez que o problema acontece no município de Parnamirim. Na semana passada, alguns pontos de vacinação na cidade também registraram aglomerações. Naquela oportunidade, dois idosos chegaram a cair no chão durante um tumulto na frente da UBS Suzete Cavalcanti.

Visualizações: 29

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *