15 países da Europa barram viajantes partindo do Brasil

Governo do RN anuncia pagamento do 13º salário de 2018 para servidores que ganham acima de R$ 3,5 mil
maio 8, 2021
Eduardo Paes se filiará ao PSD; Rodrigo Maia deve seguí-lo
maio 8, 2021

15 países da Europa barram viajantes partindo do Brasil

Ouça a matéria aqui!

O Blog analisou as restrições para entrada de brasileiros em 17 países da Europa. Hoje só permitem viajantes que saem do Brasil: Irlanda e Croácia. Ainda assim, quarentena de até 14 dias e teste negativo para a covid-19 são obrigatórios.

As outras nações continuam com as fronteiras fechadas para brasileiros, num esforço para barrar a disseminação de novas variantes do coronavírus. Em situações de emergência –como visitas a parentes em estágio terminal, viagens essenciais a trabalho ou tratamento de saúde local–, exceções são abertas na maioria dos territórios. Cidadãos nativos também têm passe livre, não importa por onde tenham passado nos 14 dias anteriores.

Blog preparou um guia com as principais situações emergenciais dos países compilados. Os dados foram elencados de 3 a 6 de maio de 2021. As informações podem mudar a qualquer momento. Consulte o consulado.

O isolamento exigido pelos territórios que permitem a entrada de cidadãos vindos do Brasil deve ser feito em local previamente informado pelo viajante ao governo local. Pode render multa em caso de descumprimento.

MAIORIA AINDA COM RESTRIÇÕES

Dos países mais visitados por brasileiros, só África do Sul, China, Emirados Árabes, México e Paraguai permitem viajantes vindos do Brasil, mesmo que façam alguma exigência, como a apresentação de teste para covid e/ou quarentena.

O governo chinês, por exemplo, exige quarentena de 14 dias em hotel designado pelas autoridades, mais 7 dias de isolamento domiciliar e mais 7 dias de monitoramento com avaliações de saúde periódicas.

ENTRADA NOS EUA

Os Estados Unidos foram o principal destino dos brasileiros pelo menos desde 2010. Recebem mais de 1,9 milhão de turistas do Brasil, em média, por ano.

As fronteiras norte-americanas foram fechadas em 2020 para frear a disseminação da covid-19. Para brasileiros, mesmo depois de 1 ano, as restrições ainda continuam valendo –com raras exceções, como alguns estudantes e jornalistas. Nesses casos, exige-se teste negativo para o coronavírus e quarentena de até 14 dias –em residência ou hotel previamente informado ao governo norte-americano.

É possível fazer o isolamento em um país que permita a entrada de brasileiros e não esteja vetado pelos EUA, como o México ou Equador. Passando 14 dias em um desses lugares, a viagem para os EUA é permitida.

A Sérvia e a Bósnia também são opções, mas com viagens mais cansativas e custo muito mais elevado, destaca Luiz Cesar Giagio, sócio-diretor da agência Estação Férias, de São Paulo. No Chile, a conexão também é possível, mas com quarentena mais rígida do que nos outros países.

Visualizações: 118

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *